Área de Clientes

novo registo
recuperar password
  CARRINHO
0 Item(s) 0 €

Jogo das Cartas, O

Alfaro, José

€ 15,00 € 13,50
Disponível - Envio Previsto em 48 horas (Em Dias Úteis)
10 %
ISBN: 9789725890431 Páginas: 280 Ano de Publicação: 1994 Editor: Quimera
Quantidade:

Sinopse

Neste estudo, analisa-se a dimensão lúdica presente numa antologia epistolar barroca, e transcrevem-se 35 dessas missivas, datadas de finais do século XVII e princípios do século XVIII. Em quase todas, o jogo está presente e, em muitos casos, ele parece constituir a própria razão da carta.
Editada anonimamente em 1755, essa antologia epistolar era composta por missivas de vários autores, destacando-se entre eles os nomes de Frei Pedro de Sá e de Frei Lucas de Santa Catarina. Brincar através da carta não é, assim, uma particularidade de uma única pena talentosa, divertida e disponível, e na pluralidade autoral conseguimos perceber um hábito generalizado de jogar com as missivas.
O jogo não se confina apenas aos limites da escrita: uma das particularidades do epistolar é a sua capacidade de nos trazer ecos do comportamento e da existência de quem escreve. Esta correspondência, substituindo o primado da função informativa pelo jogo, confere à comunicação epistolar uma dimensão lúdica em que é lícito ver reflectida uma maneira de estar na vida.
Curiosamente, estas cartas despretensiosas, que nunca devem ter aspirado a ser grande literatura, vão ter um sucesso notável que acaba por justificar os encargos de mais de uma edição setecentista. E este destino vai torná-las num espelho bem mais significativo que, não só nos deixa pressentir a atitude de um destinador e de um destinatário, como reflecte exemplarmente o gosto de toda uma época, deixando entrever como a literatura marginal pode contribuir, de forma significativa, para precisar contornos no retrato do homem barroco.


As promoções indicadas são exclusivas para o site e válidas até ao dia 17 de Julho de 2019 salvo indicação contrária.